• Pedro Luiz Roccato

Você está preparado para dar e ouvir feedback?

O feedback ou retroalimentação é um velho conhecido nosso. Importante em nossa vida pessoal e profissional. Porém, apesar de todos nós o conhecermos bem, sempre nos esquecemos dele ou o menosprezamos. Com o elevado volume de informações que somos bombardeados a cada minuto, fica ainda mais difícil darmos feedback, pois temos que ser muito, muito seletivos mesmo porque com a internet, emails e tudo mais, recebemos muito mais informação que temos condição de discernir, ou melhor, muito mais informação do que, de fato, precisamos. E quando falamos em ser seletivos, estamos falando de priorizar e, portanto, dizer sim para alguns e não para outros. Mais difícil ainda é se familiarizar com a necessidade e facilidades de interação com os vários canais de comunicação que participamos.



A internet ao mesmo tempo em que nos pressiona a absorver cada vez mais conteúdo, também oferece inúmeras ferramentas de feedback, inimagináveis tempos atrás. Veja por exemplo a ferramenta maravilhosa dos blogs. Onde a interação pode ser diária. Ou mesmo a possibilidade de registrarmos nossa opinião com relação à determinada matéria publicada, segundos depois de sua disponibilização na web. Imagine que há algum tempo atrás tínhamos que enviar uma carta para a redação do jornal como nosso feedback sobre determinado assunto publicado e aguardar ser selecionado para, talvez com muita sorte, algumas semanas depois, ver nosso comentário publicado. O problema é que ainda não estamos acostumados com tantas novidades.


Ferramentas como as citadas anteriormente estão disponíveis em diversos veículos, mas ainda são pouco utilizadas. Acredito que tenhamos uma série de fatores que influenciam neste fato. Um deles, já citado, refere-se ao excesso de informação. Outro seria um problema realmente cultural, em nosso processo de formação talvez não tenham valorizado a cultura do feedback. Gostamos muito de receber um elogio, não gostaríamos muito de ouvir uma crítica, mas nos esquecemos muitas vezes de retribuir e de quão importante é o retorno das pessoas com relação ao que estamos fazendo ou ainda como somos. Ainda na tentativa de entender o motivo da ausência de participação, talvez a possibilidade de ter nosso comentário registrado abaixo de um artigo ou mesmo em um blog ainda nos incomode um pouco, visto a exposição e registro formal de nossa opinião sobre determinado assunto.


Cheguei a essa conclusão por uma experiência prática. Escrevo em vários blogs e o acesso a eles é elevadíssimo, mas o número de comentários postados não chega a 1% do volume de usuários que acessaram o artigo. Veja que a falta de feedback me leva a pensar, inclusive, que o conteúdo gerado pode não ter sido atrativo. Muitas vezes até comentamos informalmente com amigos e colegas de trabalho, mas não estamos familiarizados a registrar nossos comentários em um processo dinâmico e aberto como o blog. Em outros blogs que participo, já recebi ligações de conhecidos traçando comentários sobre o assunto publicado, mas sem que fossem registrados no blog. Em um dos casos cheguei a perguntar o motivo da não publicação e a justificativa foi de que a exposição era elevada, o que o levara a me ligar e não escrever no blog.

nosso Contato

Brasil:

Rua Barão do Triunfo, 88 - Conj. 908

São Paulo  SP  04602-000

​​Fone +55 11 3294 9400

O envio do formulário formaliza seu aceite ao termos de uso e privacidade do site

Copyright©2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Direct Channel® - São Paulo - +55 11 3294 9400

Política de Privacidade