• Pedro Luiz Roccato

Dicas de sucesso nas redes sociais

O posicionamento nas redes sociais deve analisado sob duas óticas, de forma independente, mas ao mesmo tempo conectadas. O primeiro se refere ao indivíduo, ou seja, como você se movimenta nas redes. Como está a sua conta pessoal no Facebook e outros sites semelhantes, por exemplo? E no LinkedIn? As publicações que você realiza são mais pessoais ou apenas sob o viés profissional? Não podemos nos esquecer que a sua imagem para o mercado é composta da imagem pessoal relacionada com a pessoal. Portanto, se as pessoas conectadas a você são comuns (contatos de pessoas da vida pessoal e do trabalho), você tem que tomar mais cuidado com o que publica. Há casos de pessoas que possuem duas contas do Facebook, por exemplo, uma pessoal e outra profissional. Não acredito ser esta a melhor alternativa. Eu indico que você entenda o seu público e, caso seja comum, crie grupos, listas de distribuição para direcionar suas publicações e filtram o que cada público poderá ver. 



No caso da empresa, é importante que ela tenha uma fanpage no Face, bem como que haja uma página corporativa no LinkedIn, se forem estas ferramentas escolhidas por você para trabalhar. O que realmente conta nas redes sociais e a frequência das interações, pois se você possui uma conta e nada publica, não será atrativa para as pessoas seguirem. Além disso, lembre-se da reciprocidade. Para ter várias pessoas conectadas e você e curtindo o que publica, seria indicado que você acompanhe o que elas publiquem e interaja também com elas.

Um dos papéis que tem ganho relevância é o de influencer (influenciador) nas redes sociais. O influenciador é o indivíduo que é seguido por pessoas de sua comunidade de contato e que é respeitado por elas, ou seja, as pessoas costumam acompanhar o que você publica e são influenciadas por sua opinião. Para que o papel de influencer seja efetivo, a peça chave é a credibilidade junto às pessoas de seu espectro de relacionamento. Portanto, o posicionamento como influencer deve ser construído vislumbrando um período de médio a longo prazo, pois relacionamento e confiança se constroem no tempo. O LinkedIn, por exemplo, possui uma classificação pública de influencers, tendo como base critérios de volume de seguidores, qualidade de conteúdo, frequência e outros fatores que são analisados pelo LinkedIn para a concessão do selo. A publicação como influencer não pode ser uma conotação com um viés comercial, pois afetará a sua credibilidade. Portanto, quando você se posiciona, de forma autêntica, sobre assuntos relevantes a seu mercado de atuação ou a fatores externos, como da economia, por exemplo, você estará no caminho da construção de uma jornada de credibilidade junto aos seus seguidores.

Como o filtro do que ver ou não ver, ou mesmo do que considerar como verdadeiro e relevante é você que faz, sugiro muito cuidado com o conteúdo que você tem acesso pelas redes sociais. Me preocupo muito quando ouço que a primeira fonte de notícias é o Facebook. Qual a confiabilidade do que você lê no Face? Acredito que a primeira preocupação deva ser a fonte. Quem gerou este post? Este usuário está em meu círculo de relacionamento e confiança? Ele tem credibilidade? Com a explosão das redes sociais e a febre de ganhar audiência custo o que custar, temos sido bombardeados com todo tipo de informação, pois vivemos a era das fake news. Portanto fica aqui a minha dica, seja muito seletivo com o que lê e com o que assume como verdade. Seja seletivo!

#RoccatoInfluencer #DirectChannel

nosso Contato

Brasil:

Rua Barão do Triunfo, 88 - Conj. 908

São Paulo  SP  04602-000

​​Fone +55 11 3294 9400

O envio do formulário formaliza seu aceite ao termos de uso e privacidade do site

Copyright©2019 - Todos os direitos reservados para o Grupo Direct Channel® - São Paulo - +55 11 3294 9400

Política de Privacidade